images[10]

Combatendo o stress com qualidade de vida!

CLASSIFICAÇÃO: Pais e filhos - 25/12/2011

O stress vem sendo apontado pelas organizações de saúde como o fator de risco para doenças cardíacas, digestivas, osteo musculares e degenerativas que mais cresce no mundo.         

Para muitos especialistas o stress seria uma série de fenômenos que acontecem em nosso corpo com a finalidade de melhor nos adaptarmos a situações de perigo e de mudanças no ambiente.         

Na pré-história quando enfrentávamos animais selvagens deveríamos estar alertas, com a musculatura contraída para atacar ou fugir, com o coração mais acelerado e a respiração mais superficial, os esfíncteres contraídos e outras manifestações desencadeadas pela liberação de adrenalina em nossa circulação. Acontece que, se estamos discutindo com a esposa, o vizinho, o chefe ou no trânsito, não podemos dar vasão a nossa agressividade e todas essas reações acontecem da mesma forma, dezenas de vezes por dia, levando-nos a uma sensação de cansaço, irritação, insônia, diminuição da libido, etc…

O que fazer então?         

Em 1º lugar, fique atento a que fatores levam você ao stress, afinal isso depende de pessoa para pessoa. Alguns aborrecimentos afetam mais alguns indivíduos que outros. A seguir comece a modificar alguns hábitos: levante da cama devagar e espreguice-se bastante; acorde um pouco mais cedo para poder alimentar-se com mais tempo, afinal você esteve dormindo por oito horas, está em jejum e seu organismo merece um bom café da manhã. 

Procure também prolongar seus banhos. Organize seu tempo de maneira a não estar “sempre com pressa ou atrasado”. Isso vale para o trabalho, o almoço, os compromissos e até os compromissos de lazer. Tem gente que vive atrasado até para o cinema, teatro ou para as festas. 

Diminua o número de cafezinhos, corte o cigarro o mais rápido possível, evite outras “drogas” e aumente sua atividade física. Estas providências diminuirão as toxinas que se armazenam em seu corpo e melhoram o seu condicionamento para enfrentar o dia a dia. 

Economize suas energias: faça anotações ao invés de ficar tentando lembrar de todos os compromissos, delegue algumas responsabilidades que estão se avolumando, aprenda a dizer não quando sentir que está chegando ao seu limite de cansaço, não se preocupe com aquilo que não está ao seu alcance resolver. 

Outro fator que merece atenção é a insegurança. Pessoas inseguras se preocupam mais com a sua performance, a avaliação dos outros, se criticam demais e gastam muita energia tentando fazer as coisas de maneira perfeita e que agrade a todo mundo. Se você é assim, só vai se livrar do stress, se buscar uma ajuda que aumente sua confiança e auto-estima. Pode ser um curso, um livro, um papo sincero ou até uma ajuda terapêutica. 

Outra dica: Saia da rotina, encontre um hobby. Cultive novas amizades e acima de tudo, AME-SE mais. Quando estamos mais felizes (apaixonados, por exemplo) tudo incomoda menos e parece que tem menos importância. Pois é, o amor é a melhor recarga de nossas energias. E não se esqueça de expressá-lo diariamente ao ser amado. Pode ser num sorriso ou numa atenção especial na hora do jantar…

E por último: se sua “panela de pressão” está fervendo, não tape as válvulas de escape que estão apitando (enxaquecas, gastrites, reações alérgicas, etc…) se entupindo de remédios, e sim, procure tirar a panela do fogo.

Sempre existe um jeito!!  Boa sorte!