000insonia[1]

Homeopatia pode tratar a insônia?

CLASSIFICAÇÃO: Sem categoria, Homeopatia trata disso? - 08/03/2014

Tenho sido procurado para resolver diversos casos de alterações de sono de pacientes das mais diversas idades. Adultos com dificuldade de dormir, adolescentes com dificuldade de acordar pela manhã por referirem uma qualidade ruim de sono, crianças com sono leve que acordam várias vezes a noite e “se mudam” para cama dos pais e por fim, bebês que sofrem de terror noturno com pesadelos frequentes e interrompem o sono de toda a família.

Essa queixa, apesar de comum, representa um sinal inequívoco de alguma dificuldade psicoemocional que está permeando o cotidiano do paciente, mas que muitas vezes, está escondida de sua própria consciência. Em outras palavras, quase sempre a criança e/ou o adulto não sabe o porquê de seu sintoma.

Na minha experiência, a necessidade de medicações alopáticas para aliviar as noites insones é facilmente substituída pelos medicamentos homeopáticos, que agem equilibrando a energia vital da pessoa, sem causar dependência ou sintomas colaterais. Mas a busca do medicamento ideal, nem sempre é fácil. Especialmente nas crianças, onde a dinâmica estressante nem sempre é só dos pequenos. Pais que chegam tarde, discutem em voz alta ou agitam o filhão para compensar o tempo de ausência, sem querer, contribuem para que as crianças não queiram desligar na hora de ir para cama.

Nossa consulta começa com uma pesquisa de todos os hábitos de sono, horários de alimentação, a presença ou não de alguns rituais facilitadores, eventuais problemas familiares, escolares ou sociais que a criança possa estar enfrentando. Alterações físicas como ronco, adenóides aumentadas, desvio de septo, ranger de dentes, também são checados. Tambem damos bastante importância à presença de sonhos repetitivos ou marcantes e ao tema de pesadelos.

Na homeopatia, existem inúmeros medicamentos para melhorar os sintomas da insônia, individualizando e repertorizando características marcantes como o horário do acordar, a posição que o indivíduo dorme, o motivo do despertar (ansiedade, dor, pesadelo, medo, preocupação, barulhos…), agitação, sonambulismo, transpiração no sono, etc… Por último, tentamos repertorizar os sonhos, os temas que se repetem, como sonhos fantasiosos, assustadores, com perseguição, queda, brigas, animais, fogo, lutas, etc…

Além dos medicamentos específicos, que podem ser tomados antes de deitar, procuramos identificar o medicamento de fundo, que leva em conta a totalidade das características e dos sintomas presentes no indivíduo que muitas vezes sáo administrados semanal ou mensalmente. Para finalizar a consulta e o nosso artigo de hoje, damos também algumas dicas sobre hábitos saudáveis que devem ser lembrados para melhorar a qualidade do sono.

Boa noite!! E durma bem!!